Diário de Campanha

Dungeons & Dragons - Forgotten Realms 3.5 - São Paulo / SP / Brasil

Aqui está e será publicado todo o meu trabalho como Dungeon Master. A campanha data do início de 2007, onde os seis meses iniciais foram necessários para a criação da estória (história) chamada “Cofre dos Deuses”, composta das crônicas:

“Casa de Prata”; com localização inicial em Lua Argêntea.
“Legiões de Tamoril”; na Cidadela de Tamoril.
“Serpente Branca”; na cidade de Águas Profundas.
“Vingança em Prata”; localizada na cidade de Luskan.

Criei apenas um esboço com fatos importantes, algumas dezenas de Personagens do Mestre e as chaves que poderiam desenvolver a aventura. Tentei tratar as crônicas como estórias relacionadas, porém não lineares, dando aos jogadores a opção de escolher qual delas fazer ou não.

Dungeon Master

28 de mar de 2011

Personagens (Dungeon Master)

.
Prytte "A Raposa"

A pobre órfã Prytte viveu ao lado de Westbright por toda sua infância, eram dois jovens perdidos nas ruas de Águas Profundas. Cometiam pequenos delitos para sobreviver, uma vida dura, porém cheia de momentos felizes que proporcionaram uma ligação profunda entre Claude e a bela menina.

O empresário Aurol Horn I assume a tutela dos jovens no inicio de suas adolescências, o maldoso comerciante transforma Prytte em uma de suas empregadas e Claude em seu principal agente para negócios escusos. Anos depois Westbright desaparece e a vida de Prytte piora, a jovem é oferecida pelo velho Horn para satisfazer os desejos sexuais de um de seus sócios. Com sua inocência despedaçada e não mais suportando tal situação Prytte assassina seu algoz.

Algum tempo depois a filha do homem assassinado, e mulher de Aurol Horn II, aparece diante dos olhos de Prytte, não para vingar a morte e sim para agradecer, dizendo que em breve iria presenteá-la com a mesma liberdade que recebeu da jovem. Pouco tempo depois Aurol Horn I morre misteriosamente, deixando toda a fortuna para seu filho Aurol Horn II e esposa Adeth.

A serpente "Sombra Pálida", a pedido de Adeth, é enviada com objetivo de convocar Prytte para ingressar na organização "As Serpentes". Após algumas missões recebe o apelido de raposa, conhecida como "A Raposa", pelo seu jeito sedutor e ao mesmo tempo meigo, mas que ninguém seja tolo em acreditar que Prytte, A Raposa, não possua frieza suficiente para eliminar seus alvos.

.

13 de mar de 2011

Lua Argêntea



"A cidade mais rica e importante na superfície do Norte, depois da própria Águas Profundas, Lua Argêntea é conhecida como; A Gema do Norte."


"Lua Argêntea é uma raridade, uma cidade movimentada dominada por árvores e belíssimos edifícios de pedra. Carvalhos antigos, copas de sombra e árvores do crepúsculo competem para tocar o céu com pináculos altos e delicados, e a sombra das folhas azuis cobrem as calçadas de lajotas ao longo da maioria das ruas de paralelepípedos". Texto extraído do Livro; "Fronteiras Prateadas" pag. 54-55


Casa de Prata: A dupla conhecida como "manoplas irmãs", Ghirt e Telf, são os fundadores da "Casa de Prata", que inicialmente formavam apenas um grupo de discussões entre as igrejas de Torm e Helm. Mais tarde o foco da organização é voltado aos mistérios e possíveis perigos do norte.

Corcel Negro: Uma pequena e tradicional taverna na região comercial de Lua Argêntea, este estabelecimento sobrevive graças aos "acordos" que são fechados no salão principal.

Templos e outras localidades: Além do Educandário que é mantido pela igreja de Helm, recebendo financiamento esporádico da igreja de Torm, existe também o prédio conhecido como "O Coveiro", administrado pela igreja de Kelemvor, seu objetivo é cuidar dos mortos e organizar não apenas os rituais como também os locais como cemitérios e crematórios.


Lua Argêntea é a cidade das Crônicas da "Casa de Prata", o ponto inicial da estória e sede dos aventureiros.



10 de mar de 2011

Personagens (Dungeon Master)

.
Sombra Pálida

A criatura conhecida como "Sombra Pálida" não é nativa dos reinos, a verdade é que nem mesmo ela sabe dizer onde fica sua terra natal, anos da prática de leitura de mentes e adaptações de personalidades roubadas preencheram sua memória, substituindo muitas das lembranças de sua origem. "Sombra Pálida" possui mais de duzentos anos, grande parte destes vividos nas terras do medo, no plano de Ravenloft, como escrava de um Darklord. O mesmo Lord que a transformou no predador da noite que é hoje, um vampiro (um raro caso de Doppelganger amaldiçoado pela sede de sangue).

Ao chegar nos reinos, por meio de uma rara ligação planar, "Sombra Pálida" se vê livre dos grilhões de seu mestre, um limitador que controlava grande parte da crueldade que queimava em seu interior. Após adaptar-se ao seu novo lar a vampira inicia uma mórbida rotina; de tempos em tempos ela escolhe uma mulher com características difíceis de serem copiadas, tomando-a como aluna e aos poucos desvendando seus segredos (sempre tratando-a com zelo, mas por detrás da máscara um inveja pútrida consome "Sombra Pálida").

Sua última vítima foi a promissora "Serpente" de primeira classe Luna, Moonlight, morta pouco antes de assumir o cargo de líder na organização. Obviamente o doppelganger toma a forma de Luna, assumindo a liderança das "Serpentes". Atualmente seu alvo é a genial Adeth, que possui habilidades fabulosas, despertando assim sentimentos de excitação e incontrolável cobiça. Sentimento esse que muitas vezes pode ser confundido por adoração ou paixão, "Sombra Pálida" chega ao ponto de abdicar do posto de líder das "Serpentes" em prol da ascensão de Adeth, sua mais nova pupila.

.

7 de mar de 2011

Personagens (Dungeon Master)

.
Adeth "Serpente Branca"


A menina Adeth passou sua infância e adolescência como um belo pássaro à cantar preso em sua gaiola, superprotegida e subestimada por seu pai, um poderoso comerciante e dono da maior distribuidora de bebidas de Águas Profundas (as más línguas afirmam que a fortuna provem na verdade de drogas bem mais ilícitas).

Educada em casa por inúmeros professores, no auge de sua adolescência conhece seu primeiro amor, Paero Panthom, seu professor de estudos avançados da música. O jovem Panthom, um gênio das artes; da música ao teatro, da cenografia à dança, transmitiu todo esse conhecimento em tempo recorde, além de outras habilidades que não foram contratadas pelo pai de Adeth. Ensinou a jovem mulher a defender-se, sobre a sociedade, contou as mais belas histórias dos reinos e principalmente o significado da palavra amor. Seu pai ao descobrir tal romance expulsa Paero e ordena que seus capangas "desapareçam com tal problema". O amado de Adeth é brutalmente agredido e dado como morto; a verdade é que Panthom sobrevive e foge vivendo por anos entre os párias da cidade.

Naquele mesmo ano o casamento de Adeth é anunciado, seu pai escolhe Aurol Horn II, filho de seu sócio e dono de uma grande frota de navios na Costa da Espada. Um ano após o casamento, o pai de Adeth é encontrado morto, a jovem recebe a notícia com alegria e seu coração imediatamente é tomado por sentimentos de liberdade. Com seu talento para o canto e muita dedicação, Adeth em pouco tempo ganha fama em apresentações nas festas da alta sociedade, depois no teatro e mais tarde para as massas.

Neste momento a jovem conhece "Sombra Pálida", misteriosa mulher que, como fez Paero anos antes, mostra à Adeth um novo mundo, mais excitante, cheio de perigos e aventuras. Assim foi o ingresso de Adeth nas "Serpentes", por intermédio de "Sombra Pálida" sua nova mentora. Atualmente é uma das líderes da organização, suas habilidades físicas rivalizam com seu talento para as artes e sua inocência calorosa foi substituída por uma frieza calculista.
.

6 de mar de 2011

Personagens: Organizações (Dungeon Master)

.
As Serpentes


Este grupo é, comparado a outras organizações, pequeno e de pouca relevância política/econômica no submundo de Águas Profundas, porém pela sua estrutura e método de trabalho muitas das grandes organizações, ou até indivíduos influentes, contratam o eficiente serviço das "Serpentes". A estrutura lembra muito a base de uma sociedade matriarcal (Drow), mas com algumas diferenças, seus membros podem ser de qualquer raça ou posição social.

Sua secreta liderança é formada por um pequeno grupo, normalmente não ultrapassando o número de cinco indivíduos, e apenas as mais belas, talentosas e jovens podem fazer parte dessa liderança (Atualmente formada por uma matriarca Gnoll, uma renegada Drow, uma sacerdotisa Humana, uma nobre Elfa e uma cantora Humana famosa em toda Faerûn).

As "Serpentes" de primeira classe estão em segundo na cadeia hierárquica. Grupo este formado por ex-líderes (normalmente retiradas da posição de liderança devido a idade avançada; Existem poucos casos, já que as líderes além de serem ativas na execução dos contratos também são os maiores alvos das intrigas internas da organização) e membros de confiança das líderes atuais (as mais prováveis em assumir o topo da hierarquia). As "Serpentes" de segunda classe são formadas por "novatas" ou indivíduos sem a beleza, talento ou juventude necessários para ascender a níveis superiores da hierarquia.

Os "Cobras" são os lacaios das "Serpentes", grupo formado exclusivamente por homens e machos de qualquer espécie, estão na cadeia mais baixa da hierarquia e não possuem o direito de ascender na organização (amantes e pretendentes das fêmeas formam parte desse grupo, existe uma subdivisão hierárquica aqui, quanto mais alto o nível que a companheira ocupa mais importante o macho é dentro do grupo. Observação; A homossexualidade é incentivada entre as fêmeas e proibida entre os machos).

Existem dois tipos de contrato com "As Serpentes"; roubo (que abrange, itens, valores, informações e todo tipo de espionagem) e assassinato (especialidade da organização). O método das "Serpentes" tem como foco o uso de subterfúgios e raramente se utiliza da força bruta, a espionagem e infiltração são as táticas favoritas. Justamente por favorecer tais métodos evasivos uma "Serpente" é um prodígio, um verdadeiro gênio, uma combinação de inteligência superior, perspicácia, graça e a ânsia na busca do controle total de seu corpo e mente.

Pesquisar: Os Reinos Esquecidos

UDG FR