Diário de Campanha

Dungeons & Dragons - Forgotten Realms 3.5 - São Paulo / SP / Brasil

Aqui está e será publicado todo o meu trabalho como Dungeon Master. A campanha data do início de 2007, onde os seis meses iniciais foram necessários para a criação da estória (história) chamada “Cofre dos Deuses”, composta das crônicas:

“Casa de Prata”; com localização inicial em Lua Argêntea.
“Legiões de Tamoril”; na Cidadela de Tamoril.
“Serpente Branca”; na cidade de Águas Profundas.
“Vingança em Prata”; localizada na cidade de Luskan.

Criei apenas um esboço com fatos importantes, algumas dezenas de Personagens do Mestre e as chaves que poderiam desenvolver a aventura. Tentei tratar as crônicas como estórias relacionadas, porém não lineares, dando aos jogadores a opção de escolher qual delas fazer ou não.

Dungeon Master

26 de jul de 2012

Fazenda de Doogth & Covil de Galanodian


Fazenda de Doogth


Doogth Harpell, o excêntrico mestre do conhecimento, morou com seus três filhos adotivos na mágica fazenda por quase duas décadas. Doogth viveu antes no reduto Harpell de "Sela Longa" e alguns outros bons anos na cidade de "Inverno Remoto", onde conheceu sua esposa e adotou seus dois filhos mais velhos.

Após a morte de sua amada viaja para o leste, e no norte de "Lua Argêntea" em uma região selvagem, entre as "Montanhas Inferiores" e a "Floresta da Lua", construiu uma fazenda encantada com feitiços de proteção, tornando assim a pequena região praticamente oculta e protegida de forasteiros.

Nesta terra Doogth ergueu uma grande casa, um celeiro e um laboratório subterrâneo. Apenas dois indivíduos conseguiram superar os feitiços protetores. O primeiro foi um andarilho, sem nome e muito ferido que carregava um bebê, e antes de morrer deixou sob os cuidados de Doogth a pequena menina. O segundo foi o jovem Losh, Presas do Leão, que encontra no sábio Harpell um mestre e grande amigo.


Após a visita de Claude e seus companheiros da "Casa de Prata", a fazenda é atacada pelos orcs de Bastrad, contratados por Telles eles possuíam o objetivo de tomar os artefatos Opositor e Dominador. Os filhos mais velhos, Baver e Ravob, foram mortos durante o ataque ao tentar proteger a família. A inocência de Anadia foi estilhaçada e esse profundo trauma atormenta sua alma até hoje. Os encantamentos de proteção já não existem mais, das construções restam apenas escombros e a maior parte dos recintos foi saqueada.


Caverna de Galanodian / Covil de Uzusccraallepu


Aust Galanodel fez do antigo covil do dragão "Destino Negro" seu exílio. Após alguns anos em penitência, pelo assassinato de Valenthe, Aust viaja para o sul onde conhece Finder "Aguilhão da Wyvern".



Em nome de seu novo patrono, Aust já conhecido como Galanodian, livra as tribos kobolds "Tiprélodtoren", "Tipréoduls" e o Povo-Lagarto do sul das garras de seus senhores escravistas. Com seus novos seguidores Galanodian retorna ao norte e reconstrói a antiga ruína anã, que já fora habitado pelo terrível dragão negro, em um promissor reduto para reptilianos a procura de liberdade e conhecimento. Galanodian, que é devoto de Finder, sofre inúmeras investidas por parte de Tiamat. A Rainha dos Dragões enviou três poderosos servos para ajudar, e vigiar, as ações de Uzusccraallepu, além de evitar um possível embate com os Morueme.

"Sussurro Azul" firmou um pacto com Taern "Chifre Lâmina" (Líder, Alto Mago de Lua Argêntea), onde fica acordado que nenhum membro da comunidade reptiliana irá invadir ou prejudicar qualquer cidadão da federação, e que o território de transição e caça está restrito ao norte (Espinha do Mundo), além de uma ajuda esporádica quando necessário. Todos, incluindo Uzusccraallepu, sabem da importância desse acordo e o respeito ao tratado é integral.


A caverna é formada pela mescla de estruturas naturais e antigos corredores esculpidos, milhares de anos atrás, pelos ancestrais dos anões. Além de uma antiga mina o covil possui uma gigantesca câmara chamada "Morte do Dragão", lar do Povo-Lagarto, que fica no interior da montanha com uma grande abertura em seu teto, abaixo dessa fenda repousa um lago termal cristalino chamado "Lágrimas do Dragão". Outra grande câmara chamada "Areias do Tempo", que fora construída por Uzusccraallepu, serve de ninho e cofre para o terrível dragão azul. O povo reptiliano liderado por Galanodian protege a caverna com ferocidade e estratégia, diversas armadilhas e postos de guarda com rondas metódicas estão em pontos importantes do covil.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar: Os Reinos Esquecidos

UDG FR