Diário de Campanha

Dungeons & Dragons - Forgotten Realms 3.5 - São Paulo / SP / Brasil

Aqui está e será publicado todo o meu trabalho como Dungeon Master. A campanha data do início de 2007, onde os seis meses iniciais foram necessários para a criação da estória (história) chamada “Cofre dos Deuses”, composta das crônicas:

“Casa de Prata”; com localização inicial em Lua Argêntea.
“Legiões de Tamoril”; na Cidadela de Tamoril.
“Serpente Branca”; na cidade de Águas Profundas.
“Vingança em Prata”; localizada na cidade de Luskan.

Criei apenas um esboço com fatos importantes, algumas dezenas de Personagens do Mestre e as chaves que poderiam desenvolver a aventura. Tentei tratar as crônicas como estórias relacionadas, porém não lineares, dando aos jogadores a opção de escolher qual delas fazer ou não.

Dungeon Master

30 de jul de 2013

Dungeons


 
Altar da Morte: Esta primeira sala é usada para agradecer e louvar os deuses da magia, principalmente os que promovem o uso da magia necromântica. As runas no chão e o altar repleto de símbolos são homenagens deixadas pelos estudantes para seus patronos divinos.


Biblioteca dos Mortos: Aqui os estudantes encontram todo estudo básico, e talvez algum conteúdo mais avançado, para iniciar e desenvolver suas pesquisas necromânticas. O local é aconchegante e possui uma lareira, uma grande poltrona de madeira, um caldeirão e seis estantes repletas de material de pesquisa. Existe uma grande quantidade de provisões em um dos cantos da biblioteca, entre este objetos uma pequena arca e em seu interior a chave para a sala "Morte Conjurada".
 
Laboratório/Prisão: Local para estudos práticos da necromância, contém celas de diversos tamanhos para aprisionar os "objetos de estudo". Alavanca Mestre: Este dispositivo não só abre as celas da prisão como também libera a passagem pelas grades para a sala da "Morte Conjurada". Ao acionar a alavanca uma vez, as portas das celas abrirão e uma grade de segurança fechará o laboratório. Acionando duas vezes a alavanca, as grades da entrada da sala "Morte Conjurada" serão removidas.
 
Sala Morte Conjurada: O local também conhecido como sala do trono é destinado para meditação, conjuração de criaturas e maldições. Nellaf em sua mente doentia e parcialmente destruída acredita que estes salões são agora seu domínio e que a sala do trono é sua morada. Existem dois círculos de poder nesta sala que serviam para ajudar os alunos nos estudos práticos da conjuração. O primeiro círculo conjura mortos-vivos e o segundo invoca maldições em quem adentrar seus limites. No trono existe uma alavanca para fechar as portas e grades da sala.
 
Nellaf "O Caído" foi um aluno da torre arcana que tentou utilizar o antigo ritual criado pelos devotos de Bane "O Senhor da Escuridão", e recentemente modificado pelos seguidores de Velsharoon "O Necromânte", que consiste em criar um poderoso guardião morto-vivo. Devido a sua falta de experiência, e a sobra de arrogância, algo deu errado e Nellaf foi transformado na própria criatura.
 
 
Equipamentos de Nellaf, O Caído: Espada de Bane Ordeira +1; espada longa 1D8 axiomática 2D6 contra tendência caótica e -1lvl em caótico que empunhar, Pg.142 Magia de Faerûn, 18315PO. Aprisionador de Velsharoon; dois anéis ligados por uma fina corrente de prata, conta como um só anel, Proteção contra Mortos-Vivos; como em proteção contra o mal mas apenas contra mortos-vivos: +2 CA deflexão, +2 de bônus de resistência, além das proteções de controle mental o usuário ganha +3 de bônus em teste de resistência contra a escola da necromância, Pg. 122 Livro Jogador de Faerûn & Pg.278 Livro do Jogador para Proteção contra o Mal, 33500PO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar: Os Reinos Esquecidos

UDG FR